Costumes japoneses

Japão

Seria bom você saber desses antes de arriscar uma viagem para o país!

Você já deve saber através da mídia que o jeito como os japoneses seguem com as suas vidas, é um pouco diferente do nosso. Mas estes são importantes para que você pareça pelo menos um pouco respeitoso em relação a cultura deles e aqui você vai aprender alguns destes costumes!

 

    1°  Curve-se!

Lá no Japão fazer uma pequena reverência é tão comum quanto dizer “Bom dia!” aqui no Brasil, então, mesmo que não seja uma reverência bem feita como a deles, simplesmente inclinar a cabeça ao iniciar uma conversa com alguém(qualquer um, até mesmo um empregado de uma loja!) já demonstra que você conhece um pouco da cultura e também tem educação!

    2° Não Fume na rua!

Aqui no Brasil, é comum você ver estabelecimentos comerciais com placas de proibido fumar, porém lá no Japão, essa regra não se insere apenas em locais fechados, mas também nas calçadas, parques e jardins!

Há porém lugares exclusivos para isso, como por exemplo alguns locais específicos em estações de metro e entradas de mercadinhos, as quais um fumante pode aliviar seu estresse.

3° Não há caixotes de lixo nas ruas

Na cultura japonesa, o lixo é levado para a casa de cada um (ou para o local de onde ele veio, como um supermercado), razão pela qual não se encontram caixotes de lixo nas ruas. A exceção são os supermercados e lojas de conveniência que, regra geral, tem caixotes de lixo no exterior. Talvez não tenha planejado convenientemente a viagem, mas não fazia ideia que assim era.

 

4° Os japoneses usam máscaras hospitalares para proteger os outros

A gripe das aves já lá vai há muitos anos, mas os japoneses usam máscaras. Na rua, no metro, em todo o lado onde há aglomerados de pessoas. Sim, é provável que veja muita gente com máscara na cara; mas o curioso é que as usam, não para se defenderem, mas sim para evitar contagiar o próximo. Estando doentes, a preocupação é não contagiar outras pessoas. Lá está: respeito pelo outro; pensar no coletivo, coisa rara ultimamente!

 

5° Beber os noodles e fazer barulho é normal

No que toca à etiqueta na mesa, não tenha vergonha de beber o caldo dos noodles – seja massas udon, ramen ou soba – e fazer barulho a comer. Pelo contrário, no Japão é considerado boa educação fazê-lo, porque mostra o quanto está a apreciar a comida.

A propósito, há duas outras pequenas coisas que deve ter em atenção durante uma refeição. Primeiro, o guardanapo que lhe oferecem no início é para limpar as mãos antes de começar a comer; nunca o use durante a refeição para limpar a boca. Segundo, nunca deve espetar os pauzinhos verticalmente numa taça de arroz; é extremamente deselegante, por fazer lembrar os funerais.

 

6° Oferecer gorjeta é um insulto

Uma vez, junto ao Castelo de Matsumoto, um velhote simpático ofereceu-se para mostrar o castelo. Apesar de ter um letreiro dizendo que as visitas guiadas eram gratuitas, muitos turistas desconfiavam. À conversa com ele, fez questão de enfatizar não só que os seus serviços eram gratuitos (ele era um reformado voluntário que fazia aquilo por prazer), como também que recusava gorjetas.

Vem isto a propósito do fato de, no Japão, tentar oferecer gorjeta a alguém é considerado um pouco rude, quase insultuoso. Não faça isso. Seja num táxi, restaurante ou guia turístico.

 

7° Deve usar chinelos em casa, mas não no tatame

Toda a gente sabe que no Japão se tira os sapatos quando se entra em casa; e que há chinelos disponíveis para usar em casa ou nos hotéis. O que eu não sabia é que havia outros chinelos, diferentes, para usar unicamente nas casas de banho. Ou seja, entra em casa e troca os sapatos por uns chinelos; e quando vai à casa de banho deixa os chinelos à porta e calça os outros que lá estão.

 

Mais importante, nunca, nunca use chinelos quando pisar num tatame, o piso usado na maioria das casas e hotéis japoneses. Sempre descalço!

 

8° Nunca brindar com “tchim tchim“

Não é bem um costume japonês, antes um aviso para não fazer má figura quando sair à noite com os seus amigos japoneses. “Ching ching” significa “pênis” em linguagem coloquial. Já sabe como não deve brindar…

 

9° As privadas japonesas fazem barulhos para ninguém ouvir o que está a fazer

Sim, tudo o que já ouviu sobre as privadas japonesas é verdade. São eletrônicas, aquecidas, têm esguichos direcionados, música ambiente e até barulhos para aumentar a “privacidade”. Não vale a pena explicar muito, o melhor é viajar para o Japão e experimentar.

 

Agora que você já tem noção de alguns dos costumes e diferenças básicas entre o Brasil e o Japão, deve conseguir entender alguns dos hábitos que julgava ser estranho e conseguir ter uma boa moral pela sua educação e conhecimento!

 

Autor -João Víttor Faria de Rezende

Postado -Laís Belfort

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>